16 agosto 2009

A memória (im)perfeita



No outro dia vi na Oprah um episódio em que uma mulher conseguia recordar em pormenor cada dia da sua vida, principalmente a partir do início da adolescência. E realmente era impressionante a forma como detalhava o que tinha feito, comido ou até como estava o tempo em dias específicos ao longo de duas décadas.

O que o programa da Oprah não mostrou é que se calhar a memória não tinha nada a ver com o assunto. E foi a verdade por detrás dos factos que o psicólogo Gary Marcus foi tentar descobrir. O resultado é uma excelente peça jornalística publicada na revista Wired que vai além do óbvio (ou se calhar aponta directamente para ele) e expõe o que realmente está por detrás das capacidades impressionantes da "mulher que não consegue esquecer".

0 bitaite(s):

Enviar um comentário