18 agosto 2008

(in)Glórias do desporto nacional



Finalmente um lugar no pódio para Portugal. Um honroso segundo lugar para Vanessa Fernandes numa das provas mais duras dos Jogos, o triatlo. Depois das provas de natação e ciclismo muito equilibradas, a sua maior rival, a australiana Emma Snowsill, conseguiu um arranque fantástico na prova de corrida. Sem possibilidade de chegar ao ouro, Vanessa defendeu e bem a segunda posição. Mais não se pode pedir a um atleta.

Entretanto Vanessa foi também notícia pelos puxões de orelhas que deu a outros atletas da delegação portuguesa que vão "passear" até Pequim. Disse a atleta, "A alta competição não é brincadeira nenhuma. Não é fazer meia dúzia de provas, andar a receber uma bolsa e está feito. Muitos não vêem bem a realidade das coisas. Não têm a noção do que isto significa. Se calhar por termos facilidades a mais (...) É que há pessoas a quem lhes é igual ficar em 50º ou 20º ou o que quer que seja. Nunca pensaria assim. Até ficava desiludida se pensasse dessa maneira. Os resultados é que me dão ambição para fazer melhor para a próxima. E nunca estou satisfeita".

Embora não tenha mencionado nenhum atleta em concreto,basta ver o comportamento e declarações de alguns atletas para confirmar as afirmações de Vanessa: "Marco Fortes (lançamento do peso) disse, após a eliminação, que não se adaptou ao horário matinal da sua prova. "De manhã só é bom é na caminha, pelo menos comigo", disse o lançador do Sporting, de 25 anos, eliminado no passado dia 15, com dois lançamentos nulos e um lançamento a 18,05m, bem longe do seu melhor (20,13m). Jéssica Augusto, após a eliminação na prova dos 3.000 obstáculos, anunciou que iria de férias, justificando o abandono da corrida dos 5.000 metros dizendo que não participaria porque "não vale a pena", dada a forte concorrência africana. Arnaldo Abrantes, eliminado nos 200m com um dos piores tempos, e Vânia Silva, eliminada na prova do lançamento do martelo, também fizeram declarações que estão a suscitar reacções diversas. Abrantes justificou a sua fraca prestação com o facto de ter "bloqueado" quando viu o estádio olímpico cheio, enquanto Vânia Silva admitiu que "não é muito dada a este tipo de competições" [os Jogos Olímpicos]."

Agora resta torcer para que alguns dos atletas a sério, como Nelson Évora e Naide Gomes consigam mais alguma medalha para o nosso país.

0 bitaite(s):

Enviar um comentário