20 maio 2008

5 (boas) razões para ter uma Wii

Depois de vários meses com a nova consola da Nintendo, estou rendido aos seus encantos.Inicialmente a mais-valia da consola era o seu comando sem fios que captava o movimento de braço do jogador, mas a plataforma continuou a evoluir e hoje existem muitas mais razões para ter uma Wii. Pela minha experiência aqui ficam algumas delas:

Gráficos: Super Mario Galaxy

Começo pelo (suposto) calcanhar de aquiles da consola: a sua capacidade gráfica. Já todos sabemos que a Nintendo optou por criar um sistema mais acessível e isso significa sacrificar um pouco as características técnicas. Mas na verdade quando os jogos são bem feitos e puxam ao máximo pela consola conseguem-se resultados visualmente fantásticos que nada ficam a dever aos seus concorrentes. E a Nintendo conseguiu isso logo nos primeiros meses de lançamento da consola com o Super Mario Galaxy. Um jogo deslumbrante e aditivo que é um prazer de jogar e de contemplar. E por isso não é coincidência que tenha sido eleito jogo do ano por vários sites e revistas da especialidade.

Interacção com a consola: Wii Fit

Na verdade Wii Fit é apenas um jogo que aproveita as capacidades da Wii Balance Board, esta sim uma das grandes inovações da consola. A WBB é uma espécie de plataforma (um pouco maior que uma balança) com sensores, que permite à Wii perceber o posicionamento do corpo. Desta forma atinge-se aquilo que sempre foi o nirvana das consolas: jogar com o próprio corpo em vez de um comando. Associado ao Wii Fit consegue-se um sistema de treinamento em casa que segundo as críticas e a minha experiência resulta realmente. A grande vantagem é que se faz exercício quase sem dar por isso, associando assim o útil ao agradável.

Interactividade entre jogadores: Boom Blox

Para quem conhece o jogo Jenga, o Boom Blox será levemente familiar. A ideia foi concebida por Steven Spielberg que, depois de experimentar a Wii e ter ficado impressionado com as suas capacidades, achou que era uma excelente plataforma para jogos que reunissem a família (algo sempre muito presente em todos os projectos do realizador). Por isso não é de admirar que este novo jogo, em que o objectivo é derrubar estruturas de blocos cada vez mais complexos, tenha o seu ponto forte na interactividade entre os jogadores, que podem colaborar ou competir entre si. Um outro factor de sucesso do jogo é o facto de as leis da gravidade serem seguidas com rigor, o que implica que todos os movimentos, ângulos e força dos jogadores contam para o resultado final. E nem mesmo o modo para um só jogador foi descurado já que conta com imensos níveis (cerca de 400!) com objectivos progressivamente mais ambiciosos e desafiantes.

Interactividade na net: Mario Kart

Um clássico da Nintendo que chega agora à Wii com uma característica adicional: a interactividade entre jogadores através da net. Assim é possível jogar contra os nosso amigos que também tenham uma Wii ou contra outras pessoas no mesmo continente ou à volta do mundo. Além do método de competição tradicional, nas pistas existentes, existem também competições em que o objectivo é completar os percursos (totalmente novos ou adaptados dos existentes no jogo original) no menor tempo possível até à data de encerramento da competição.

Descarregamentos directos: Lost Winds

Desde hoje na Europa também é possível descarregar jogos directamente através da Internet para a consola. São jogos mais pequenos e que pretendem sobretudo dar uma oportunidade a pequenos programadores de divulgarem as suas obras sem os custos associados a uma distribuição física de discos. E se o receio fosse que estes jogos, por terem de ser obrigatoriamente de tamanho mais pequeno, não tivessem muita qualidade, a primeira fornada que inclui Lost Winds desengana completamente essa noção. Este jogo, em que o jogador representa o vento que carrega a personagem principal, não deixa nada a dever a outros distribuídos comercialmente. Com um design lindíssimo e uma estrutura de jogo bem concebida, Lost Winds deixa antever as grandes possibilidades deste novo meio de distribuição.

1 bitaite(s):

ArmPauloFerreira disse...

Por acso nunca apreciei as consolas de jogos. Recentemente estou a mudar de ideia... tudo devido á Wii. É sem dúvida impressionante o que uma Wii nos dá. Server para a familia e devolve-nos o sentido dos jogos de entreter, passar o tempo. Eu ando a namorar isso. E a minha mulher quer uma Wii Fit!

Enviar um comentário