09 abril 2008

Cine-instântaneos

Críticas rápidas a alguns filmes que vi ultimamente:


The Bucket List (Nunca é Tarde Demais)
Bons actores (Jack Nickolson e Morgan Freeman) num filme com um argumento tão medíocre como os seus efeitos especiais.


Vantage Point (Ponto de Mira)
Um elenco de luxo, uma ideia interessante mas não propriamente inovadora (vários pontos de vista sobre o mesmo evento) e uma falha rotunda do argumento na parte final apressada, cheia de incongruências e falta de explicações convincentes para as motivações de algumas personagens.


U2 3D
Um filme a 3D sobre o tour "Vertigo" dos U2 com imagens captadas em vários concertos na América do Sul. Os realizadores seguem a rota certa, não abusam dos efeitos visuais e deixam o espectáculo falar por si.


The Mist (O Nevoeiro)
Um realizador de primeira e uma obra de Stephen King resultam num filme interessante mas com muitas falhas, incluíndo a ridícula e apressada explicação para os eventos por detrás do nevoeiro. Além disso, não dá para perceber o porquê de efeitos visuais tão sofríveis. Se foi falta de dinheiro deviam aprender mais com o filme sul-coreano de que falo de seguida...Aplausos no entanto para um final bem mais arrojado do que é tradicional num filme com a marca hollywoodesca.


The Host (A Criatura)
Deram-me este filme em DVD e eu não sabia nada sobre ele. Lembrava-me do nome do realizador por causa do excelente "Memories of Murder" mas mais nada. E que grande surpresa. Um filme que apenas é sobre monstros na aparência. Quem espera terror e sustos pode sair desapontado, porque o filme fixa-se mais nas desaventuras de uma família disfuncional a tentar salvar uma garotinha do que no monstro em si. No fundo acaba por ser uma mistura de Godzilla com Little Miss Sunshine, por mais estranho que isso possa parecer. E, embora com um orçamento limitado, a criatura do título é bastante credível e tem uma das mais fantásticas entradas em cena de um filme do género.

0 bitaite(s):

Enviar um comentário