24 março 2007

Túnel inteligente



Há alguns anos foi começado a pensar-se em construir um túnel em Kuala Lumpur que ajudasse a evitar as cheias anuais que assolam aquela cidade asiática. Durante o desenvolvimento do projecto os engenheiros aperceberam-se que sendo as cheias tão ocasionais, o túnel poderia servir também de auto-estrada subterrânea, aliviando os engarrafamentos habituais no centro da cidade.

Assim, a nova estrutura foi projectada para poder funcionar em três modos distintos: como um túnel rodoviário na maior parte do ano; como um sistema misto para pequenas cheias, com o trânsito a circular normalmente e com a água a ser escoada no patamar inferior; e, em caso de uma grande cheia, como um enorme tubo de drenagem, com a água a inundar o túnel por completo. Neste último caso serão necessárias apenas 48 horas para reabrir o túnel ao tráfego rodoviário.

Desta forma se rentabiliza uma estrutura com um custo orçado em cerca de 450 milhões de euros e se obtém duas soluções num único investimento.

0 bitaite(s):

Enviar um comentário