03 janeiro 2007

A origem do símbolo estranho



Originalmente a Apple iria utilizar o seu próprio logotipo da maçã na tecla de comando que dá acesso aos atalhos dos menus. Mas quando o protótipo do interface gráfico foi apresentado a Steve Jobs ele não gostou da quantidade de maçãs espalhadas pelo ecrã e pediu aos designers uma solução diferente. Eles começaram então à procura de um símbolo que fosse simples mas também relevante para a sua função. Após muita pesquisa, a designer Susan Kare depararou-se com o Sevärdhet, um antigo símbolo Viking, que ainda é utilizado hoje em dia na Escandinávia e que significa local ou ponto de interesse. O símbolo foi um sucesso e rapidamente aprovado, sendo ainda hoje em dia uma das principais características dos computadores da Apple.

0 bitaite(s):

Enviar um comentário