14 dezembro 2006

A saga do Sex.com



A história do domínio sex.com, um dos mais valiosos da internet, é uma autêntica novela. Eis a sua história resumida:

Em 1994 o empresário Gary Kremer registou o domínio sex.com na empresa Network Solutions, mas não chegou a desenvolver um site.

Em Outubro de 1995, Stephen Cohen utilizando cartas e emails falsificados conseguiu convencer um empregado da Network Solutions a passar o domínio para seu nome. Depois de o conseguir, criou um site que só de publicidade lhe rendia entre 50.000 e 500.000 dólares por mês.

Kremer tentou reaver o domínio mas enfrentou sérias dificuldades. Só ao fim de cinco anos os tribunais lhe deram razão e Cohen ficou obrigado a devolver-lhe o domínio e 65 milhões de dólares de compensação.

Para não pagar, Cohen forjou documentos e colocou os seus bens fora de jurisdição americana, acabando eventualmente por fugir para o México.

Aí viveu até que a sua filha de 21 anos tentou passar a fronteira com 90 quilos de marijuana. As autoridades ficaram em alerta à espera que Cohen aparecesse, o que acabou por acontecer.

Após dois anos de prisão preventiva, Cohen foi libertado no passado dia 9, coincidência ou não, no dia seguinte ocorreu uma tentativa de assassinato do seu advogado Gustavo Cortés.

Com Cohen à solta e Kremer ainda a tentar reaver a sua indemnização, ficamos a aguardar as cenas dos próximos capítulos daquele que pode ser um dos mais lucrativos, mas também perigosos, domínios da Web.

0 bitaite(s):

Enviar um comentário