25 outubro 2006

(in)Dignidade

Michael J. Fox, que foi diagnosticado com Parkinson em 1991, resolveu dar o seu apoio à pesquisa com células estaminais num pequeno anúncio, tendo em vista as eleições americanas de Novembro. A coragem de aparecer quando a doença já progrediu tanto é de se louvar, embora seja penoso constatar a devastação que causa.



O problema é que os extremistas de pacotilha do costume não podiam perder mais uma oportunidade para achincalhar sem qualquer tipo de pudor quem simplesmente tenta defender aquilo em que acredita, e por isso Rush Limbaugh (um locutor de rádio conservador e muito popular) veio a público gozar com o anúncio acusando Michael J. Fox de estar a usar as suas capacidades como actor para dramatizar os efeitos da doença ou, pura e simplesmente, ter deixado de tomar a sua medicação.

Realmente a dignidade e o respeito há muito que se perderam em Jesusland. Só espero que os EUA comecem novamente a virar para os democratas, porque com Bush e companhia no poder não vai com certeza haver nenhum tipo de avanço na pesquisa com células estaminais. Que em Novembro se comece (finalmente) a fazer justiça.

0 bitaite(s):

Enviar um comentário