28 novembro 2005

Quem diria



"Aprender a pensar implica uma atitude de liberdade interior perante os acontecimentos. Fomos criados numa cultura homofóbica; é nítida a dificuldade que muita gente tem - gente até culta e moderna e não sei que mais - de olhar serenamente para o amor e as relações entre pessoas do mesmo sexo. Há mesmo quem brade não ter "qualquer orientação sexual homofóbica", como se até a homofobia fosse uma questão de orientação sexual. Sexo, sexo, sexo: é esse o grande fantasma homofóbico."
Este é apenas um pequeno excerto da crónica de Inês Pedrosa, intitulada "A decência", esta semana na revista do Expresso. Que por sua vez traz um artigo bastante bom sobre como é ser lésbica em Portugal. Duas leituras recomendadas.
Some highlights about homossexuality in a portuguese newspaper.

0 bitaite(s):

Enviar um comentário