25 novembro 2005

Quebrar a corrente



Chain Mail: qualquer mensagem electrónica que pede ao destinatário para a reenviar para um novo grupo de pessoas. O conteúdo varia entre preces e notícias sensacionalistas. Poderá estar incluída também alguma forma de incentivo ("terá sorte nos próximos 10 anos") ou de punição ("terá azar nos próximos 10 anos").
Tommy Hilfinger não gosta que negros vistam a sua roupa e disse-o na Oprah Winfrey.

As garrafas de água de plástico não devem ser colocadas no frigorifico porque libertam uma toxina cancerígena.

Estes são dois exemplos de emails que recebi ultimamente e que são pura e simplesmente mentira. As campanhas de desinformação estão na moda devido a um fenómeno chamado chain mail, cujo único objectivo é recolher o maior número possível de endereços de email para spam. Para isso é criado um texto que seja suficientemente apelativo para incentivar as pessoas a reenviarem-no para "10 ou mais amigos".

As consequências deste tipo de esquema são várias: spam, desinformação e sobrecarga dos sistemas da net. É mau para todos e só benificia quem tenha objectivos menos lícitos.

Em caso de dúvida em relação a um texto recebido por email nada como consultar o site snopes.com. Em 90% dos casos o mesmo texto e a indicação da sua falsidade vai lá aparecer.

Para combater este fenómeno, e no caso de se receber um email que aparentemente mereça ser distribuído convém primeiro verificar se é verdadeiro, retirar os emails que aparecem na mensagem (de tantos forwards que geralmente já teve) e enviar de novo utilizando o BCC para indicação dos endereços.
Break the chain: Don't Send or Forward Chain E-Mail.

0 bitaite(s):

Enviar um comentário