01 julho 2005

Remédio Amargo



Aumento da fraude e evasão fiscal, abrandamento do crescimento económico, retorno (?) da recessão e onda inflacionista são alguns dos efeitos secundários apontados à medida do aumento do IVA de 19% para 21%. E é já hoje que entra em vigor a nova taxa.

PS: Entretanto no Sapo, saiu o inquérito sobre o casamento homossexual (alguém sabe o resultado final?) e entrou uma questão sobre se se justifica ou não o aumento do IVA. Imaginem qual a resposta que vai à frente ?

0 bitaite(s):

Enviar um comentário