23 outubro 2004

Matin�



"How happy is the blameless vestal's lot!
The world forgetting, by the world forgot.
Eternal sunshine of the spotless mind!
Each pray'r accepted, and each wish resign'd."


O t�tulo original do filme que vi esta tarde vem de um poema de Alexander Pope (que muita gente depois deste ver�o conhece por causa de um certo romance...). C� foi traduzido para o curto e grosso O Despertar da Mente.

Estava mesmo curioso de o ver porque os argumentos de Charlie Kaufman s�o sempre especiais. E este n�o desaponta. N�o deixa de ser uma hist�ria de amor. Mas havia tantas formas banais de a contar e felizmente esta n�o � uma delas. Ver um filme com Jim Carrey n�o � a minha no��o de duas horas bem passadas. Mas desta vez a coisa correu bem. E Kate Winslet quando n�o est� dependurada na proa de um navio faz sempre uma escolha ecl�tica e ousada de pap�is interessantes (coisa que passa ao lado dos oscares). O realizador tamb�m ajuda. A estranheza do Human Nature levou-me a pensar acertadamente que a sua reuni�o com Kaufman ia resultar na perfei��o.

Para quem ainda n�o viu recomendo que alugue e se deixe surpreender. Para mim foi uma boa tarde � espera de not�cias de Floren�a.

0 bitaite(s):

Enviar um comentário